Eluição é um processo utilizado para remover os anticorpos fixados à membrana da hemácia, permitindo assim identificar estes anticorpos.


Após este processo, obtemos um sobrenadante com os anticorpos eluídos, o qual chamamos de eluato.

É utilizado quando o TAD (teste da antiglobulina direto ou coombs direto) está positivo no paciente, ou ainda após uma adsorção in-vitro, para definir a especificidade do anticorpo.

A eluição também concentra o anticorpo, facilitando sua identificação inclusive em alguns casos onde o TAD se apresenta negativo. 
Este teste é superimportante na investigação da Doença Hemolítica do Recém-nascido, Reações transfusionais, anemia hemolítica autoimune, entre outros.

Vale lembrar, que precisamos conhecer a classe do anticorpo fixado à hemácia para escolhermos a metodologia da eluição. Para isso precisamos ter a mão o cartão DC-Screening I ou II.
Para eluição de igGs o DiaCidel é o nosso produto de escolha!